Imagem

Ultrassonografia:

A ultrassonografia constitui uma modalidade de exame de imagem sem a utilização da radiação. A obtenção da imagem é realizada pela emissão de ondas sonoras de alta frequência que são refletidas ao atingir um tecido ou órgão estudado. Este fenômeno físico também é conhecido por “eco” e, por isso, é comum encontrarmos o termo ecografia como sinônimo de ultrassonografia.

Os exames ultrassonográficos mais comuns são os de:

– Abdome – Pélvico – Mamas – Tireoide – Articulações – Doppler vascular – Vitalidade Fetal

 

Tomografia Com e Sem Constraste:

O setor de Tomografia Computadorizada conta com aparelhos de alta tecnologia, do tipo Multislice (16 canais). Nossa unidade tem à disposição exames de imagem 24 horas ao dia; inclusive nosso tomógrafo está localizado próximo a unidade de Pronto-Atendimento, onde temos todo suporte dos médicos para a realização de exame em pacientes não colaborativos e naqueles em condições clínicas instáveis, 24 horas por dia.

Contamos também com sistema inteligente de captura de imagens (PACS), onde as imagens são evidenciadas em rede para todo hospital, além da agilidade do laudo médico.

Os agendamentos externos (exceto urgência e emergência) são agendados pelo sistema CROSS ( Sistema informatizado de Agendamento da Secretaria de Estado da Saúde ).

Ecocardiograma:

O Ecocardiograma é um exame usado em cardiologia, que utiliza ultrassom para gerar imagens do coração por meio de aparelhos de alta tecnologia.

É o principal meio de diagnóstico não invasivo na grande maioria das doenças cardíacas. Fornece uma série de detalhes anatômicos como tamanho, espessura, movimentação das válvulas, contração do músculo, fluxo sanguíneo, entre outros.

Mamografia:

A mamografia é um tipo de radiografia especial, realizada em aparelhos específicos para avaliação das mamas. Homens e mulheres podem desenvolver câncer de mama. A mamografia de rotina é a melhor oportunidade de detectar precocemente qualquer alteração nas mamas antes até que o paciente ou médico possam notá-las ou apalpá-las. De acordo com o FDA, órgão americano de vigilância sanitária, a mamografia pode detectar um câncer de mama até dois anos antes de ele ser palpável. A mamografia é, ainda, o mais eficaz método de diagnóstico para a detecção de câncer de mama, quanto mais precoce a remoção do tumor na fase inicial, a estratégia é mais eficiente na redução da taxa de mortalidade das pacientes e melhor qualidade de vida.

Como é feito o exame?

Mamografia é uma imagem radiográfica da mama, produzida através de um aparelho de raios-X conhecido como mamógrafo.

 

É necessário tirar a roupa da cintura para cima, por isso a indicação de não ir de vestido ao exame nem com blusas difíceis de tirar.

 

 

Normalmente, o médico faz duas ou mais radiografias de cada mama, que é comprimida no aparelho para que fique com uma espessura mais uniforme.

 

Posicionar-se corretamente durante a mamografia pode aumentar a probabilidade de identificar tumores de mama invasivos.

 

Os raios-X podem detectar alterações na mama, como nódulos, cistos e microcalcificação.

 

Como a mama é comprimida pelo mamógrafo, não é recomendado fazer o exame no período menstrual, quando a mulher fica mais sensível à dor.

 

Uma indicação é que a paciente não use desodorante, perfume ou talco no dia da mamografia, que podem deixar resíduos que interferirão nos resultados.

 

A mama é posicionada vertical e horizontalmente no aparelho.

 

Mamografia Digital:

Um dos recentes avanços da mamografia é a MAMOGRAFIA DIGITAL (computadorizada). A mamografia digital assemelha-se a convencional por usar raios X na produção das imagens porém o sistema é equipado com receptor digital e um computador ao invés de um filme cassete. Na mamografia convencional as imagens são gravadas em filme. O filme é revisado pelo radiologista no negastoscópio. Com a mamografia digital, a imagem mamográfica é capturada por um detector eletrônico especial de raios X , que converte a imagem em uma foto digital e pode ser revisado no monitor do computador. O radiologista pode alterar a magnificação, orientação, brilho, contraste através do computador para verificar as melhores áreas da mama.

A mamografia convencional demora de 30 minutos à 1 hora para a obtenção do diagnóstico. Quando a imagem não é satisfatória, o exame deve ser refeito e a mulher expor-se a nova carga de radiação. Na mamografia digital, os procedimentos são os mesmos, a mulher fica em pé, a pressão sobre o seio continua e, conforme os médicos é necessária para a superposição de tecidos e descobrir nódulos minúsculos e, em seguida um dispositivo eletrônico grava as imagens geradas pelo raio X, apenas 15 segundos após a exposição.

Os procedimentos são mais rápidos e a paciente recebe menor dose de raios X com maior qualidade diagnóstica, com menor número de repetições de exposições durante um exame.

Esta tecnologia permite que o resultado e as imagens sejam enviadas via Internet a qualquer parte do mundo.